Follow by Email

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Nós no MEU FILHO da ZH!!!!

sábado, 14 de maio de 2011

Constelações Familiares

Na semana passada, convidada por uma amiga muito especial, assisti a um Encontro de Constelações Familiares. Pra quem não conhece é uma filosofia que trabalha com o equilíbrio da relação de amor entre o sistema familiar da pessoa. Achei muito legal! Desde o início há uma harmonia pairando sobre todos que freqüentam o www.espacomerkabah.com.br. Além disso, já no primeiro exercício, entendi a importância de todos os antepassados: “Eles lá e eu aqui” - dizia a coordenadora estimulando que estabelecêssemos uma linha para separar “as responsabilidades da alma de cada um”.
Depois da integração e energização passamos para a Constelação propriamente dita. Ali é representada a situação (das relações) daquela pessoa. É algo muito impressionante! Os representantes não tem absolutamente nenhum conhecimento sobre a vida do constelado e mesmo assim, entram numa sinergia de almas (não sei se é isso), externam exatamente o que acontece. Bom, não posso dizer muito mais do que isso porque ainda estou conhecendo. Mas, tenho certeza que é mais uma ferramenta que encontrei para, a partir do autoconhecimento, criar os meus filhos de forma mais harmônica, saudável e feliz!
Agradeço a Deus pela amiga abençoada que me apresentou mais esse caminho...    

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Boneca de porcelana!

Incrível a vida da gente! Ontem (domingo, 23), quando assistia TV em paz resolvi ligar pra minha vó Diva.

- Oi vozinha estás bem? Sim, tudo bem. Acho que o resultado dos exames que sai amanhã não apresentará nada de mal, já estou me sentindo bem melhor! Bah vó que bom ouvir isso, disse eu.

Ela está com 92 anos, mas é uma rocha! Muito sábia e com uma experiência de vida impar (ficou viúva com 3 anos de casada e dois filhos pequenos) ela sempre me ensina muita coisa! É mãe do meu pai e da minha Dinda Daura e, mesmo sem o meu avô, conseguiu passar pra todos nós que nunca devemos desistir de nada na vida. É assim que ela vê a vida, sempre agradecendo tudo de bom que tem, sem reclamar de nada. Uma pessoa realmente iluminada. 

Pois então, fechando o parêntese, ontem resolvi ligar pra ela. Depois do diálogo habitual, ela me interpelou: - Tu nem sabes Cíntia, ganhei uma bonequinha de porcelana hoje! Que legal vó! Sim, eu já sabia. O pai me disse que tinha  comprado uma bonequinha pra ela.

- Então, continuou numa voz suave e firme a explicar a importância do presente. Numa noite dessas que eu não conseguia dormir,  lembrei que o meu padrinho viajou pro Rio de Janeiro e me mandou pelo correio uma boneca de porcelana quando eu era criança. Naquela época era caríssimo! Minha família não tinha condições de comprar. Que legal, vó - disse eu. E ela: mas aconteceu uma coisa horrível! Eu fui abrir o pacote de presente e deixei a boneca cair no chão. Ela se quebrou em mil pedaços. Fiquei muito triste. Chorei por muitos dias. Não tinha mais o que fazer porque eu sabia que nunca mais teria uma boneca como aquela.

Agora, lembrei disso e o teu pai me faz essa surpresa: “com quase cem anos ganho uma boneca de porcelana”! Estou muito contente. Não pensei que ainda teria uma bonequinha assim!

Fiquei impressionada, uma coisa tão pequena e tão marcante na vida dela. Sem dúvida, mesmo tão frágil, como uma boneca de porcelana, a vida é assim: sempre vale a pena!